quarta-feira, 10 de Junho de 2009

O amor tem razões que a própria razão desconhece



Blaise Pascal é o dono dessa frase célebre que permeia a vida de todos os habitantes da superfície terrestre. Sim, porque eu duvido que exista um ser humano sequer nesse mundão de meu Deus que não ame alguém. Creio até que o pior assassino do mundo ama e/ou é amado por alguém.

Pascal era um um filósofo, mas também era um cientista.Era um matemático. Especialista em cálculos infinitesimais. Isso quer dizer que ele estudava os mínimos detalhes dos números, onde eles se dividem, dividem, e vão se dividindo até o infinito. Ele também criou a primeira calculadora mecânica que se conhece.

Como matemático e filósofo, Pascal era um apaixonado. Pela matemática, pela ciência, pela lógica e pela razão. Razão essa que fica completamente perdida quando o assunto é o Amor. No amor não existe a lógica, não existe a razão. É tudo emoção, emoção intensa e cega. E digo mais: assim como dois corpos não ocupam o mesmo espaço, amor e razão também não.

Eu concluo isso por minhas próprias experiências. Quando amamos alguém, não conseguimos definir "porquê" amamos. Amamos simplesmente, e ponto.
Com todos os defeitos que o outro possa ter.

9 comentários:

Marcia disse...

E essa é a magia do amor: não ter razão :-)
Bjks querida.

Natália disse...

"Quando amamos alguém, não conseguimos definir "porquê" amamos. Amamos simplesmente, e ponto."

Puts! Que verdade.
A gente ama pelo jeito diferente de falar, pelo olhar, até pelo mau-humor matinal.
Engraçado isso.
Mas o legal é não ter razão. Já pensou que chato seria se amássêmos em percentual?!

Beijo, Pri

Kally disse...

Amo porque amo; sem se, mas, porém e entretanto.. simples assim, bem isso.

;D

beijinhos

Fernanda disse...

Gostei disso!

Vou tentar por em prática na minha vida. Eu sou daquele tipo que quer sempre encontrar um motivo / razão para tudo. Nem sempre consigo e acabo me frustrando, mesmo sabendo que nem tudo em uma explicação. O amor é uma delas !

Beijos! Bom feriado, meninas! ;)

lioness disse...

Paixão não se escolhe,
ela nos escolhe,
nos dosmina,
nos encolhe.

Paixão nos libera,
nos encerra,
nos mistura
e faz de nós pó.

11/06/09 - Lioness

¿Controversy! disse...

Até arriscaria dizer que eu ando com os dois paralelamente, mas pensando melhor, seria uma inverdade de minha parte. De fato, estou amando e por amar, deixo um pouco a razão de lado para viver esse sentimento.
No entanto, não fico refém do amor para não perder noção de tempo, espaço e da minha vida. Antes de tudo, amo a mim mesmo, para ter condições de amar outras pessoas.
¿Beijos!

Dirce disse...

Verdade Pri, como a explica o amor? Não explica né? Como diz aquela musiquinha do Renato Russo- qume inventou o amor, me explica por favor...
Ai ai ai

Nane Lopes disse...

Oi Pri...legal seu post, veio a calhar!
Estou saindo de um relacionamento, justamente porque não consigo racionalizar!
Ele queria que que eu fosse prática e racional.Eu sou emoção e sentimento, até tentei usar a razão...não deu!Amo e pronto!Me envolvo e quando vejo...fuiiii!!Justamente por me amar muito, espero encontrar alguém que me queira, do jeito que sou!
"Ser uma para ser dois...enquanto ele não vem." bjs

naneblog.blogspot.com/ disse...

Oi Pri...legal seu post, veio a calhar!
Estou saindo de um relacionamento, justamente porque não consigo racionalizar!
Ele queria que que eu fosse prática e racional.Eu sou emoção e sentimento, até tentei usar a razão...não deu!Amo e pronto!Me envolvo e quando vejo...fuiiii!!Justamente por me amar muito, espero encontrar alguém que me queira, do jeito que sou!
"Ser uma para ser dois...enquanto ele não vem." bjs